Palavras, palavrinhas e palavrões de uma pequena minoria dentro de uma elite ainda mais pequena... Se quiser partir alguma coisa envie por correio para: partemtudo@netcabo.pt

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Bisga de "Jói"

Num destes últimos dias, os chamados dias pós-Festas, dei por mim invadido de uma certa sede não específica. Não era sede de coca-cola. Também não era sede de cerveja. Mas não era sede que apenas água fosse satisfazer, também. Não tive outra chance senão apresentar ao meu próprio cérebro as hipóteses existentes "em carteira" [neste caso: "em repositório do tipo frigorífico"], não fosse uma daquelas vontades estúpidas assaltar-me a mente e depois fosse tarde demais. Referia-me a uma daquelas vontades do tipo: "Ah agora caía mesmo bem era um daqueles iogurtes líquidos Yop que me serviram quando estava a recuperar daquela operação quando tinha sete anos..." É que se isto tem acontecido lá teria eu de ir correr as lojas de conveniência da cidade em busca de um destes "Yop"... Assim sendo, ao abrir o frigorífico deparo-me com um pacote de Iced Tea do Lidl, daqueles de 2 litros e também uma garrafa de 1,5 litros de "Jói" Laranja-Maracujá(!), muito semelhante à da imagem [...na minha aparecia também um maracujá.]. Já não via daquilo há um tempo valente! Se formos a avaliar de perto o referido produto, não havia, enquanto criança, maneira de evitar beber pelo menos um litro daquilo, após o primeiro gole. O raio do líquido tresanda a uma mistura bastante feliz de corantes, edulcorantes, estupidificantes de acidez, emulcionadores E-308 e açúcar...ah porra...muito açúcar. Ao meter mesmo a cena à boca então veio a melhor recordação de todas. A BISGA DE JÓI! Não existe outro líquido ou néctar no mundo que confira igual ou sequer semelhante consistência à bisga de uma pessoa. Acredito mesmo que com o treino devido, é possível apanhar coisas do chão, utilizando aquela técnica de deixar a bisga esticar, de cara para baixo, sorvendo alarvemente em seguida, quando se teme que a bisga possa cair ao chão. Mas se formos a ver, nem isto seria tão grave, uma vez que não é apenas de gabar a consistência de uma bisga de jói. A durabilidade também é um dos seus efeitos mais vincados. Nem mesmo depois de uma refeição completa se desvanece o efeito desta bisga. Que bonito.

Jói - para bisgar como se bisga lá fora.

Sem comentários: