Palavras, palavrinhas e palavrões de uma pequena minoria dentro de uma elite ainda mais pequena... Se quiser partir alguma coisa envie por correio para: partemtudo@netcabo.pt

domingo, dezembro 02, 2007

Afinal o mundo não era plano

Os putos hoje em dia já sabem que o mundo é redondo. Eu, da idade deles, nem suspeitava. Porquê? Bem,..

Lembro-me algumas vezes de quando ia à missa ao domingo, em família. Eu e os meus irmãos sentados no banco ou de pé, muito bem comportados.

Porquê bem comportados? Pois estávamos sempre ao alcance do olhar do meu pai, e sabíamos que o mundo provavelmente acabaria para nós se saíssemos daquele quadrado que se extendia pouco mais de 20 cms à nossa frente, traz e lados. No mínimo, a qualquer mau comportamento, as nossas orelhas reaprenderiam o quente contacto paterno, a seguir ao qual ficaríamos surdos durante uns segundos, a ouvir uma espécie de piiii. Envergonhados, lá tentaríamos engolir em seco para perder a sensação estranha de estar a subir ao Sameiro, mas só que destas vezes não haveria no fim umas barraquinhas a vender pistolas azúis e vermelhas que disparam setas com ventosas, nem um lago onde se podia alugar uns barcos, nem restaurante, nem nada.. Provavelmente, só o fim do mundo, o mundo plano medieval que acaba daqui para ali, num abismo tenebroso.

Hoje em dia já conhecemos o nosso progenitor, que a vida encarregou de encher de barriga, barriga nos dedos, barriga no pescoço, barriga educativa e moral. Com as barrigas, a maneira de ir de um ponto a outro deixou de ser uma recta, e passou a ser um arco. E tudo o que é arco pode ser dobrado.

E, se calhar, sempre foi assim. O mundo nunca terá sido recto e tenso, pronto a acabar, provavelmente já girava sobre si próprio e outras coisas estranhas.

Sem comentários: