Palavras, palavrinhas e palavrões de uma pequena minoria dentro de uma elite ainda mais pequena... Se quiser partir alguma coisa envie por correio para: partemtudo@netcabo.pt

sábado, janeiro 31, 2004

Vândalos

Peço-vos desculpa pela minha ausência de uma semana, mas na safra do apanhar não há descanço. E peço-vos ainda desculpa pelo conteúdo da minha contribuição, que vai recair sobre o falecimento do jogador do benfica, já debatido dezenas de vezes.

Porquê? Para passar testemunho dos vândalos que são os programadore da televisão. Já não era suficente Saturno dar-lhe o quebranto, ainda tinham de mostrar isso ao público? É natural que no momento da queda as imagens fossem filmadas... Mas e depois? Mostrar durante dois dias inteiros o pobre homem a cair? Vezes e vezes sem conta?

Acima tudo demonstra o quanto somos vândalos, animais, bichos. A sede do estranho que é a morte, procurar ver e observar cada momento do desfalecimento - que não por objecto clínico -, já é má em si. Agora fomentar isso tendo por base o aumento de audiências que provoca, é bizzarro. Ainda que comum.

Um dos principais consolos para a dignidade do rapaz foi a sua última imagem ser um sorriso, mesmo antes de tombar. E ainda bem que o fez de costas...


Porfiai comedidamente
Quem manda aqui?

sexta-feira, janeiro 30, 2004

Novas tendências

Pensei em fazer este post há mais ou menos uma semana mas por uma razão ou por outra tenho-o adiado. A principal será o falecimento de Feher, jogador que apreciava particularmente. Por isto não escrevi o que vou escrever antes. Mas agora chegou a hora....

Não venho falar de futebol mas de novas tendências da "moda" que os jogadores de futebol portugas, que se julgam pessoas de profundidade intelectual fora do comum (lá fora do comum são mas talvez não como pensam), exigem em exibir numa enorme feira de vaidades em que supostamente habitam. Curiosamente um dos grandes percursores desse tipo de comportamento tem hoje 31 anos e anda desde o início da época a procurar clube. Notícias não muito distantes deram-no como certo no Real Madrid, clube de estrelas onde ele pensou caber que nem uma luva, mas foram prontamente desmentidas pelo treinador da equipa e classificadas como "ridiculas". Porque será? Avanço uma teoria: talvez saber jogar futebol também se exija a um jogador do Real Madrid (desde Carlos Secretário tem sido uma verdade inquestionável naquele clube). Provavelmente este jogador se tenha dedicado mais às passerelles que ao desporto-rei. Não resisto a chamar à baila uma história verídica aquando da sua passagem por Itália, mais precisamente pelo Bari, vindo do Benfica. Depois de dois jogos a titular como trinco e sem grande sucesso (aqui sem surpresa para nós) o treinador vem a público dizer "Abel é mais forte a líbero, é assim que vai jogar em Cremona". O resultado é esclarecedor: 7-1 para a Cremonese, que essa época acabou por descer à série B. Num jornal desportivo vinha o seguinte comentário à actuação do nosso rapaz: "Em Portugal ainda se estão a rir!". Está tudo dito.

Existem mais casos mas o que eu vou falar é o da maior coqueluche do plantel da equipa do enfermo João Santos, Simão Sabrosa. Rapaz de raízes humildes, cresceu como jogador no Sporting, onde até se portava benzito, foi vendido ao Barcelona onde começou o descalabro e veio posteriormente para o Benfica para começar a fase descendente da sua carreira (nada de anormal aqui a não ser o facto da fase descendente começar aos 23 anos). Depois de uma birra na pré-época ácerca de uma braçadeira de capitão de equipa (há clubes onde a porcaria da braçadeira tem que se lhe diga de facto!!!), não se conformando em ser vice-capitão de equipa, Simão Sabrosa inicia uma cruzada contra o bom gosto e bons costumes, decidindo arriscar numa mudança de imagem radical transformando aquela carapinha já de si ridícula numas fantásticas rastas de fazerem inveja a um qualquer Yannick Noah ou Kwame Ayew! Quer dizer, o gajo já não se apercebeu do ridículo que é e ainda faz uma coisa destas? Mas em que é que ele estaria a pensar? Que ia ganhar magia africana quando estivesse a jogar e conseguir arranjar mais umas fintas para o ser reportório? Ou a magia africana seria para outra situação qualquer que nos escusamos a comentar? O que é que será que ele disse quando entrou no cabeleireiro? Quantas pessoas se mantiveram sem rir enquanto o penteado era executado? São perguntas que honestamente gostaria de ver respondidas... E depois, tanto trabalho para nada! Dois dias depois já tinha o cabelo naquela carapinha carquinhenta de novo. Nem deu para goza-lo decentemente! Que falta de respeito pelos fans!

Mais paradoxal ainda é o facto do rapaz não ter aprendido nada com os seus erros e algum tempo depois ter arranjado maneira de ter um novo penteado, desta vez esticando a carapinha dando-lhe um ar ainda mais abichanado que o que sempre teve, embora tenha que concordar que um cabelo daqueles é bem menos chocante que as rastas anteriores. De qualquer modo a mudança de visual não passou da merda do costume dum rabeta que se atira para a piscina quando vê um adversário a aproximar-se. Mais giro ainda será adivinhar o novo tipo de penteado que vai surgir ainda durante esta época na cabeça desta pessoa. Ou será que ele vai esperar pelo Campeonato da Europa para mostrar o seu novo cabelo ao mundo, seguindo a tradição do nosso Abel há quatro anos atrás? E se assim acontecer, quem fará isso daqui a 4 anos no próximo Europeu? Portugal terá sempre que ter em todas as edições de Campeonatos na Europa pessoas assim? Espero que não, mas acredito que sim. Já os Patrícios no Euro 84 foram os percurssores de tão nobre fama (Chalana, João Pinto, Bento, quem não se lembra deles?) não vejo razão para que esta triste sina não nos deixe de perseguir.



Por fim, não queria deixar de partilhar convosco uma notícia que li há pouco que dizia que Filipe Azevedo que se bem me lembro andou uns bons anos aqui na Superliga acabou de assinar pelo Khimik, da IIª Divisão da Rússia. Diz ele que "o convite foi aliciante" e confessou estar "satisfeito por fazer parte dum projecto ambicioso". Ainda estou para ver qual é esse projecto ambicioso. Talvez um clube da 3ª Divisão do Uzbequistão ou uma escola de futebol nos Urais. palavras para quê?

quarta-feira, janeiro 28, 2004

Adeus Feher.

Nestas alturas não há lugar para o humor, que normalmente marca presença neste blog.
No meio da tristeza que todos invadiu, salva-se a união das tribos do futebol nacional.

Até sempre Miki.

quinta-feira, janeiro 22, 2004

Poetas.

1- Foi-me hoje remetido, por um interessado leitor nosso (é verdade, existem mais pessoas para além de nós...e ainda p'ra mais botam aqui a vista) um poema de Bocage.
Poema esse, que, com autorização do próprio (do leitor, não do Bocage, idiotas!) passo a transcrever:

> > Meus senhores eu sou a água
> > que lava a cara,
> > que lava os olhos
> > que lava a rata e os entrefolhos,
> > que lava a nabiça e os agriões
> > que lava a p*ça e os colh+es
> > que lava as damas e o que está vago
> > pois lava as mamas e por onde cago.
> >
> > Meus senhores aqui está a água
> > que rega a salsa e o rabanete
> > que lava a língua a quem faz mine+e
> > que lava o chibo mesmo da rasca
> > tira o cheiro a bacalhau da lasca
> > que bebe o homem
> > que bebe o cão
> > que lava a c*na e o berbigão
> >
> > Meus senhores aqui está a água
> > que lava os olhos e os grelinhos
> > que lava a c*na e os paninhos
> > que lava o sangue das grandes lutas
> > que lava sérias e lava pu*as
> > apaga o lume e o borralho e
> > que lava as guelras ao ca**lho
> >
> > Meus senhores aqui está a água
> > que rega as rosas e os manjericos
> > que lava o bidé, lava penicos
> > tira mau cheiro das algibeiras
> > dá de beber às fressureiras lava
> > a tromba a qualquer fantoche
> > e lava a boca depois de um bro**e.


Este poema, de rara beleza e expressividade, leva-me a dizer uma coisa:
-não sei se todos repararam, gostava de frisar que este poema fala da água. Bem essencial, fonte de vida e vitalidade! Existem, caso vocês não tenham reparado, por esse país fora uns veículos que dão pelo estranho nome de "Tira-Água"... Isto é triste e é mais uma amostra de que há podridão neste país! Para já porque aquilo não tira água nenhuma! Aquilo só limpa a porcaria das fossas! Aquilo é um "Tira-cócó"!!! Vamos chamar as coisas pelos nomes! E se lhe queriam dar outro nome, porquê "Tira-água"?! Há tanta gente sem água em casa! O que vão pensar essas pessoas quando virem os "Tira-água" nas ruas?! "Eh lá... Não me chega não ter água... Se algum dia chegar a ter, estes morcões ainda m'a roubam! Filhos de mãe..." . Senhores Autarcas Portugueses (no caso de alguns autarcas, cuido que podiam também trazer um rótulo, como por exemplo: "Põe-cócó"!): vamos tentar não causar mais caos, ok?

2- Anda por aí uma publicidade de um jornal qualquer que tem este slogan:
"Ganhe 150.000 Euros e fique rico!!!" .
...
(pausa)
...
(outra pausa)
...
MAS ESTÃO DEMENTES?! O pobre povo está triste e a precisar de dinheiro!! Porventura é possível ganhar-se 150.000 euros e não ficar rico? Porquê o emprego do "e" nesta frase?! Senhores do marketing: vamos tentar ser mais ponderados, ou até mesmo razoáveis e lembrar-nos que nem só os Senhores vêm esses anúncios, ok?

Bem-hajam. Porfiai severamente.

quarta-feira, janeiro 21, 2004

Não há Pa[i]lavras

...[nao há mesmo]

Gostava só de deixar aqui num aperto os 10 mandamentos de Franky Four Fingers, tal como ele disse pela primeira vez:

1. Ouvirás FRANKY e não o vexarás sobre coisa alguma;
2. Não ausarás roubar e deturpar o seu nome, nem de qualquer outro modo proverbiarás por ele;
3. Respeitarás os encontros futebulísticos e Porfiarás celebrosamente as vitórias do Grande, se possível com Franky;
4. Honrarás Pai [Franky] e Mãe e todos os legítimos amigaços [e mates, lads, boys, coleguinhas, manos, brothers, e outros que tais];
5. Não matarás ninguem ao norte da ponte da Arrábida*, nem de qualquer danificarás a saúde de tais abençoados individuos;
6. Guardarás castidade;
7. Não levantarás falsos testemunhos, pois o inferno é dos mouros tinhosos e dos mentirosos;
8. Não palmarás, nem causarás danos a bens, aprochegados ou não.
9. Guardarás castidade; [sim, 2 vezes... é muito rara];
10. Não cobiçarás a mulher de Franky, nem qualquer bem alheio próximo dele;

Muito mais tarde veio o profeta Tony (Bullet Tooth Tony) que resumiu todos os 10 mandamentos em três:

1. Amarás Franky mais do que a ti mesmo [remember, franky is your daddy];
2. Não faltarás ao "Partem tudo", AINDA que a caganeira aperte;
3. Comerás tudo o que te põe à beira da fronha, ainda que seja merda;

* Por pessoas ao norte da ponte d'Arrábida entende-se "locals", os "locais".

...e é assim que tudo começa...

terça-feira, janeiro 20, 2004

Assembleia Geral

Já estamos quase a fechar as inscrições no nosso blog. Embora bons trovadores e autores de boas cantigas de escárnio e mal-dizer (daquelas que fazem crescer árvores no pinhal de Leiria) não sejam logo escurraçados...

Foi aceite o membro nº3 : Franky Four Fingers.

Discurso inaugral dentro de momentos.
Bem-haja.

Estou sem alma.

1- É muito bom saber que a blogger.com se preocupa com os "blogadores". Para quem não sabe, existe uma funcionalidade que dá pelo nome de "REMEMBER ME". Ora isto é muito bonito. É sinal que a blogger é uma instituição amiga. Antes de começar a soltar umas bojardas podemos exclamar: "Eia! Bestial! Com esta malta do blogger, é d'abraço! Eh eh. Que gajos impecáveis... Até se lembram de mim no meio pra aí de 6 milhões*!..." Vamos saúdar a blogger por esta singela idéia. Hip! HiP! Porra!

2- O fim-de-semana trouxe engraçados acontecimentos no panorama desportivo! Senão vejamos:

i) Sérgio Conceição está de volta ao reino dos dragões. Um homem bem dentro do espírito da casa. Que sapato de qualidade.
ii) O Estrela não perdeu.

3- O aborto está aí outra vez. Assisti, durante a semana passada, ao depoimento, num noticiário televisivo, de uma simpática senhora, Fátima Trócópasso, 58 anos, que afirmava já ter realizado 11 abortos. Levanto-me e aplaudo. Pergunto inclusivé porque razão a senhora, se assim pretendia, porque não instalou directamente um sistema de saneamento interno que incluísse uma cena tipo um segundo anûs para atirar cá pra fora as crianças não desejadas? "Como? Não percebi... Planeamento familiar? Como assim? Ah não, não obrigado. Eu volto p'ra semana."

4- Bem-hajam.

*- esse número tão familiar...

segunda-feira, janeiro 19, 2004

O futuro dos novos casais

Ainda ontem em conversa com uns amigos estive a reflectir sobre a problemática que é a irresponsabilidade dos novos casais da nossa sociedade. É uma conversa que tem muito que se lhe diga mas o nosso ponto fulcral aqui foi só um. Se duas pessoas se casam é natural que comecem com algumas dificuldades, qualquer ajuda é benvinda, há que fazer alguma conteção, etc. Mas.... o que é que eu noto? Quando algum tempo depois do casamento recebo em casa "A Maria e o Manel agradecem o bonito presente e oferecem a casa."

Oferecem a casa? Está tudo louco? E para onde é que eles vão viver? Para debaixo da ponte como se já não houvesses dificuldades? Frases como essas merecem respostas como "Manel, só queria avisar que apareço aí na minha casa daqui a pouco com um arquitecto para ver as alterações que tenho que fazer para me instalar em definitivo.", "Quero ver esses arrumos, ouvi dizer que eram óptimos quando estavas a dar a entrada para a casa.", "O meu advogado vai-te falar para tratarmos da escritura o mais depressa possível." ou "É favor que desocupem a casa antes das oito que vou dar aí uma festa já hoje. E levem a mobília também!".

Fico preocupado com o destino que este mundo leva... ninguém parece ter a cabeça no lugar!

sábado, janeiro 17, 2004

Prevenção Rodoviária à Portuguesa

Um homem vem de carro na estrada e é mandado parar pela polícia, que o manda fazer o teste do balão. Acusa 3 e tal. Diz ele:

- Oh sr. guarda, o aparelho está avariado. Ora experimente aí no míudo!

O polícia lá faz o teste do balão ao filho do condutor embriegado e acusa 4 e tal. Convence-se que o aparelho está avariado e deixa-os ir sem mais demoras.

Moral da história:

- Olha se a gente não dá bagaço ao miúdo...

quarta-feira, janeiro 14, 2004

Rabetices

Sem querer focar nomes, há um nosso ex-ministro que está às portas da morte no IPO do Porto. Até aqui nada de anormal, muitos ministros morrem de cancro. Mas o que acontece neste caso é que o rabicho não está infectado com cancro mas com sida. Pois é, o nosso ex-ministro paneleirote e pai de família apanhava no cú. E com isso ficou o sidoso que é. Já está a dar as últimas pelo que me foi dado a conhecer (soube disto por informação do médico que o ia assistindo até ao internamento no IPO).

Daqui a uns tempos vai aparecer a notícia no telejornal a dizer que "o ex-ministro, internado há meses no IPO, faleceu hoje devido a doença prolongada" e lá conclui o mundo todo que o rabicho morreu com cancro, coitadinho, tão respeitado, etc.

Enfim, mais um rabeta desses encapotado. Quando virem uma notícia deste tipo, saibam de quem eu estou a falar. Até lá... não. Paneleiro!

terça-feira, janeiro 13, 2004

Partem tudo, os dragões, roubam tudo os dragões!
Ninguém sairá incólume! Passar mal e com azia!
Inaguro assim o "Partem tudo!". Sem convidados, sem copos, sem farra e sem amor.
Que coisa feia.
Somos uma merda.